Alagoas é o primeiro estado a receber o projeto Abraçando o Controle Social

Por Rafaella Feliciano

Comunicação CFC

Em meio ao protesto dos caminhoneiros que, nos últimos dias, têm paralisado o Brasil, profissionais e representantes da Classe Contábil do âmbito público e privado, aproveitaram o clamor social e participaram, nesta terça-feira (29), em Maceió, do lançamento regional do projeto Abraçando o Controle Social: Contabilizando Atitudes, Multiplicando Boas Práticas.

Realizado pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC); junto com o Conselho Regional de Contabilidade de Alagoas (CRCAL); a Academia Brasileira de Ciências Contábeis (Abracicon); a Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC); o Conselho Nacional de Controle Interno; e a Controladoria Geral do Estado de Alagoas (CGE), o evento reuniu mais de 400 pessoas onde a presidente da Abracicon e Controladora Geral do Estado de Alagoas, Maria Clara Cavalcanti Bugarim, apresentou o projeto que também já foi lançado nacionalmente, em Brasília, no dia 19 de abril, sendo entregue ao presidente do Senado Federal.

Para o presidente do Conselho Federal de Contabilidade, Zulmir Breda, o Brasil presencia um dos momentos mais difíceis da sua história e não está sabendo lidar com tantos desafios.  Segundo ele, a solução para este momento ímpar, está na efetividade do controle social. “Num país altamente carente de lideranças positivas, em meio a uma profunda crise de valores e de uma exaustão dos cidadãos de bem, após décadas de desvios e corrupção é necessário que mostremos nosso sentimento de contrariedade com esta triste realidade e passemos da contemplação para a indignação e desta para a ação”, afirmou Breda.

Na esteira da conscientização, Zulmir conclamou os profissionais da Contabilidade a participar do projeto de forma efetiva lembrando da integração do CFC em atuações voluntárias como é o caso do Programa de Voluntariado da Classe Contábil (PVCC) que, atualmente, conta com mais de sete mil participantes, bem como um dos subprogramas sobre os observatórios sociais.

O presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Alagoas (CRCAL), Paulo Sergio Braga,  disse que o projeto traz a essência da classe contábil: a atuação em prol da sociedade. “Sentimos o chamado da boa vontade, da responsabilidade social, mas com metas a serem alcançadas no âmbito das políticas públicas. O Abraçando o Controle Social quer unir a nossa voz para que possamos ajudar a solucionar os problemas da população com mais eficiência”, completou.

Abraçando o Controle Social

Segundo a presidente da Abracicon e Controladora Geral do Estado de Alagoas, Maria Clara Cavalcanti Bugarim, a ideia agora é iniciar os acordos de cooperação técnica em todo o País para a realização de seminários e campanhas que visem à disseminação de conhecimentos relativos a temas voltados para o controle interno, externo e social; intercâmbio entre instituições para a troca de informações, métodos e técnicas para o aperfeiçoamento dos sistemas de controle, transparência e fiscalização; e incentivo da participação de profissionais da contabilidade em ações de controle social de gestão pública.

“Nós precisamos de profissionais mais atuantes que possam contribuir de forma mais efetiva para o nosso País. Devemos sair da indignação e partir para a ação para que o Brasil seja um país de contas públicas transparentes e muito bem administradas”, afirmou.

Bugarim também apresentou as metas do projeto para Alagoas que inclui atividades nas instituições de ensino do Estado; implementação da proposta em pelo menos cinco municípios; a realização de parcerias com as Secretarias de Estado do Planejamento e da Fazenda; a execução de cursos de capacitação e aperfeiçoamento profissional para contadores e controladores; a criação de um Observatório Social no Município de Maceió e a realização do Prêmio Científico CRCAL de Controle Social. “Realizar o controle social é, acima de tudo, fortalecer o controle interno”, concluiu Bugarim.

Também participaram da mesa de abertura: Adrualdo Catão, secretário do Gabinete Civil do Governo do Estado de Alagoas; o ouvidor geral da União, Gilberto Waller Júnior;  o presidente da Fundação Brasileira de Contabilidade, Adeildo Osório de Oliveira; o diretor geral da Escola de Contas do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas, Otavio Lessa de Geraldo Santos; o presidente do Sescap de Alagoas, Carlos Henrique do Nascimento; e o detentor da Medalha João Lyra, José Martonio Alves Coelho.

O controle como transformação

Para fomentar o debate, o lançamento do projeto contou com um talk show com dois painéis. O primeiro, intitulado “O Controle como Elemento de Transformação”, foi mediado pelo vice-presidente de Desenvolvimento Operacional do CFC, Aécio Prado Dantas Júnior.  Ele trouxe para o debate o cenário do sistema de controle interno nos estados e municípios do País. Segundo ele, entre os principais problemas, estão as dificuldades em formatar uma estrutura básica de controle devido à escassez de recursos financeiros; à falta de conhecimento técnico da equipe sobre fiscalizar, auditar e orientar; à ausência de percepção dos gestores sobre a importância do controle interno; e à resistência dos gestores à fiscalização. Participaram da rodada de conversas o secretário de Fazenda do Estado de Alagoas, George André Palermo Santoro; o diretor geral da Escola de Contas do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas, Otavio Lessa de Geraldo Santos; e o superintendente da Controladoria-Geral da União no Estado de Alagoas, Moacir Rodrigues de Oliveira.

Já o segundo painel, com o título “Contabilizando Atitudes, Multiplicando Boas Práticas”, foi mediado pelo vice-presidente de Desenvolvimento Técnico e Profissional do CRCAL, José Vieira dos Santos. Participaram do momento a presidente da Abracicon e Controladora Geral do Estado de Alagoas, Maria Clara Cavalcanti Bugarim; o ouvidor geral da União, Gilberto Waller Júnior; o secretário de Planejamento, Gestão e Patrimônio do Estado de Alagoas, Fabrício Marques Santos; e o Secretário Executivo de Planejamento e Gestão do Estado de Alagoas, Tadeu Miranda de Resende Barros.

O Poder está em suas mãos

Durante o evento, também foi realizada uma apresentação especial da Companhia Teatral do Sesi Alagoas, com a peça “O Poder está em suas mãos”, que conta a importância do papel social do contador para o acesso à informação da sociedade e acompanhamento das contas públicas.  Na ocasião,  ainda foi lançado o livro “A história da Contabilidade de Alagoas”, dos autores Anderson de Almeida Barros e Fabrícia Gonçalves Cavalcante.  Eles foram homenageados pelo presidente do CRCAL, Paulo Sérgio Braga que agradeceu a extrema importância da memória viva ao legado da profissão no Estado.