Atos e Artigos

Artigo: Alinhamento de práticas de governança no Sistema CFC/CRCs

Por Elys Tevania Carvalho
Diretora Executiva do CFC

Em tempos de pandemia, as instituições e os serviços tiveram que se reinventar em relação a seus processos de trabalho, e com o CFC não foi diferente. Todavia, a Comissão de Governança, Gestão de Riscos e Compliance do CFC viu no teletrabalho –  solução adotada para manter nossos colaboradores em segurança –  a oportunidade de aprimorar um processo que vem sendo trabalhado no Sistema desde 2018: a implementação de boas práticas de governança nos CRCs. Para Castro e Silva (2017), a governança é um sistema que envolve ferramentas, práticas e processos de controle, tendo como pilares a prestação de contas com responsabilização (accountability) e a transparência.

Por meio de reuniões realizadas em plataformas digitais, através de videoconferência, a comissão buscou se aproximar de cada Regional que integra o Sistema, entender melhor suas realidades individuas e conhecer suas equipes, rotinas, limitações e dificuldades diárias. Neste momento sensível, com a impossibilidade do contato físico, esta foi a maneira encontrada pelo CFC para estar mais próximo dos Regionais. Além disso, é importante destacar que as nossas equipes seguem disponíveis para auxiliar todos os Regionais não somente em matérias acerca de governança, como em qualquer outra demanda que se faça necessária.

Durante os encontros, a equipe do CFC teve por função precípua expor em que consiste cada prática de governança apresentada e entender como tem sido a sua execução no âmbito do Regional. Após as trocas de informações e conversas descontraídas, os colaboradores do CFC avaliaram a execução das práticas, sempre buscando contribuir com soluções de melhoria para as limitações atuais e sugestões construtivas para eventos futuros.

Para Fróes, Brenner, Andrade e Pinto (2017), a governança deve ser estabelecida de cima para baixo, ou seja, parte dos gestores da entidade a iniciativa da implantar boas práticas de governança, uma vez que esses gestores participam ativamente do processo de diagnóstico dos riscos aos quais a instituição está exposta.

As reuniões, realizadas quase que diariamente, permaneceram por cerca de três meses (abril, maio e junho), sendo que cada uma teve duração aproximada de duas horas. Ao término das reuniões, tendo sido contemplados todos os 27 Regionais, e após a apresentação de feedbacks positivos, podem-se observar o maior engajamento das equipes regionais em aderir às práticas de governança apresentadas pelo CFC e o interesse dos colaboradores em buscar treinamentos e certificações que qualifiquem e atestem a excelência do serviço prestado.

Além disso, foi possível identificar os Regionais que já possuem alinhamento completo das práticas e que demonstram amplo conhecimento acerca do tema. Todo o resultado se deve ao esforço da Comissão de Governança, Gestão de Riscos e Compliance do CFC em sistematizar a importância da implementação das práticas de governança e sensibilizar as equipes regionais de seu importante papel dentro do Sistema CFC/CRCs.

Referências

Castro e Silva. Boas práticas de governança aplicadas ao setor público: Uma análise na prestação de contas de cinco universidades públicas federais. 2017. https://www.revistaespacios.com/a17v38n17/a17v38n17p26.pdf

Fróes, Brenner, Andrade e Pinto. A Importância da Gestão de Risco Aliada as Práticas de Governança Corporativa. 2017. https://www.acmcontabilidade.com.br/artigos/artigo1.pdf

CLOSE
CLOSE