Notícias

CFC anuncia os vencedores da 6ª edição do Prêmio Olivio Koliver

Os autores receberão o prêmio, no dia 21 de novembro,  na sede do Conselho Federal de Contabilidade em Brasília

Por Fabrício Lourenço
Comunicação CFC

O artigo intitulado “Fatores determinantes no Disclosure do Teste de Impaiment: uma análise de empresas não financeiras listadas na B3”, de autoria do contador César Augusto Tibúrcio Silva e do bacharel em Ciências Contábeis Matheus Henrique Bastos Leite, veiculado na edição nº 232 da Revista Brasileira de Contabilidade (RBC), referentes aos meses julho/agosto de 2018, foi o vencedor da sexta edição do Prêmio.

Promovido pela Revista Brasileira de Contabilidade (RBC) desde 2014, o prêmio se destina a todos os articulistas que tiveram seus artigos veiculados na RBC no exercício anterior à entrega da premiação.

O doutor em Contabilidade pela USP César Tibúrcio disse que  receber a notícia do prêmio foi uma surpresa. “É bom ter um trabalho reconhecido, ainda mais premiado pela RBC, que é o periódico de Contabilidade mais antigo do país ainda em circulação”, comenta.  Com mais de 100 anos de existência, a primeira edição da  RBC abordou assuntos ligados às Finanças, Indústria e Comércio.

César Tibúrcio

“É bom ter um trabalho reconhecido, ainda mais premiado pela RBC, que é o periódico de Contabilidade mais antigo do país ainda em circulação.”

Ao avaliar a produção científica do país, Tibúrcio afirma que “ainda não está no nível dos principais países, mas, tem evoluído”. Segundo ele, a “internacionalização tem permitido que diversos pesquisadores de renome esteja em contato com  novas universidades  e com os nossos pesquisadores”.

O bacharel em Ciências Contábeis Matheus Henrique Bastos Leite comenta que sempre trabalhou com bastante afinco na confecção do artigo vencedor. “Este trabalho me trouxe diversas experiências ótimas, porém, este prêmio, sem dúvida, tem sido a principal delas”, comemora.

Matheus Henrique

“Este trabalho me trouxe diversas experiências ótimas, porém, este prêmio, tem sido a principal delas”

No país, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), há mais de 360 mil matrículas no curso de Ciências Contábeis. Bastos faz uma pequena análise sobre a qualidade do ensino em Contabilidade no país. Segundo ele, “as instituições de ensino precisam operacionalizar mais seus  cursos de Ciências Contábeis. “Temos ótimas bases teóricas em várias disciplinas e pouquíssimas disciplinas práticas durante a graduação”, explica.

Para os estudantes que pretendem escrever artigos, o jovem vencedor dessa sexta edição do Prêmio dá um recado: “A produção científica é algo fascinante e, se um estudante ou profissional tenha interesse por essa área, deverá procurar um docente que possa orientar na elaboração do trabalho”.

Como  é feita a escolha

A banca examinadora do Prêmio Olivio Koliver é composta de cinco membros, com a renovação a cada dois anos.  Os 36 artigos publicados nas 6 (seis) edições da Revista Brasileira de Contabilidade (RBC)  recebem  do Conselho Editorial da RBC uma nota de 5 a 10.

Os 6 (seis) artigos mais bem pontuados são encaminhados à Banca Examinadora e Julgadora do Prêmio Olivio Koliver, que dá uma nota de 5 a 10 a cada trabalho.

O artigo que obtiver a mais alta pontuação será  o vencedor. Em caso de empate, a Banca Examinadora e Julgadora realizará um novo julgamento, pontuando novamente os artigos. Caso persista o empate, a coordenação da Banca Examinadora e Julgadora emitirá a decisão final.

Sobre os autores

César Tibúrcio

Graduado em Contabilidade, é mestre em Administração (UnB) e Doutor em Contabilidade (USP). Foi coordenador de graduação, chefe de Departamento, diretor de Faculdade e Decano de Planejamento e Orçamento – todas as funções exercidas na UnB, onde é docente desde 1990. Foi membro da Comissão de Especialistas do MEC e possui dezenas de artigos publicados e diversos livros. Atualmente é coordenador da pós-graduação em Contabilidade da UnB, atuando como professor neste programa e também no programa de mestrado em Ciências Contábeis da UFRN. Publica em coautoria, desde 2006, o blog Contabilidade Financeira. Já orientou 65 mestres, 13 doutores e 31 alunos de iniciação científica.

Matheus Henrique Bastos Leite

Graduando em Ciências Contábeis pela Universidade de Brasília (UnB) (conclusão: Dez/2019). Atuou como Aprendiz nas áreas  Comercial e Administrativa no Banco Santander Financiamentos (setor de veículos) e no setor de Execução Financeira nas instituições públicas  –  Tribunal Regional Federal da 1ª Região  e Senado Federal do Brasil. Ao longo da graduação, realizou três projetos de pesquisa científica (dois programas de iniciação científica e um grupo de pesquisa vinculado ao CNPq), abordando diversos temas como: Contabilidade Financeira, Agronegócio, Impairment, Indicadores de Desempenho, Bibliometria, entre outros.