Notícias

Profissionais da contabilidade realizam ações voluntárias pelo País

Para celebrar o Dia Nacional do Voluntariado, no próximo dia 28 de agosto, CFC lança série com quatro reportagens sobre as ações do Programa de Voluntariado da Classe Contábil

Por Fabrício Lourenço
Comunicação CFC

Nas últimas décadas, o perfil do profissional da contabilidade vem passando por grandes mudanças, que reforçam, ainda mais, o papel do contador como agente do desenvolvimento social. Uma delas, que merece destaque, é o engajamento de mais de oito mil profissionais, que, de forma voluntária, acreditam em um país mais justo e igualitário. E o Programa de Voluntariado da Classe Contábil (PVCC), mantido pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC), tem mostrado que essas ações voluntárias pelo País são positivas.

Foi há mais de 10 anos que o Conselho Federal criou o PVCC. “As ações de voluntariado do CFC tiveram início durante o 18º Congresso Brasileiro de Contabilidade (CFC), ocorrido em 2008”, lembra o contador Pedro Gabril, um dos idealizadores do PVCC.  O CFC firmou, naquela época, uma parceria com a organização não governamental Ação Fome Zero, com a finalidade de viabilizar o apoio do Sistema CFC/CRCs ao programa Nacional de Alimentação Escolar.

Elias Caddah, coordenador nacional do Programa de Voluntariado da Classe Contábil

A partir da criação do PVCC, após a realização de várias ações, o programa ganhou forma e representatividade em todo o País, sendo subdividido em quatro subprogramas: Rede Nacional de Cidadania Fiscal – Observatórios Sociais, Subcoordenação de Educação Financeira, Doações do Funcriança e Fundo ao Idoso e as Ações de Voluntariado. “O trabalho voluntário tem se tornado um importante fator de crescimento das organizações não governamentais, componentes do Terceiro Setor”, esclarece o coordenador nacional do Programa de Voluntariado da Classe Contábil, Elias Caddah.

Uma das ações que vem ganhando destaque no PVCC foi a criação do subprograma Orçamento Familiar, que, no final de 2018, passou a se chamar Subcoordenação de Educação Financeira. “Nessa modalidade, o profissional da contabilidade orienta a sociedade para questões relacionadas ao controle, planejamento e organização das finanças pessoais, buscando sensibilizá-la quanto aos riscos de endividamento pessoal e familiar, consumo consciente e uso do cartão de crédito”, pontua Caddah.

A atuação do PVCC, em todos os estados, tem ajudado milhares de famílias em diversas ações, com atendimentos, palestras, divulgação de informações e eventos sobre a importância do planejamento. “É importante destacar que muitas famílias não sabem que gastos desnecessários prejudicam o pagamento de outras contas importantes, como as de água e luz”, alerta Caddah.

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) e a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) apontam que o percentual de famílias endividadas aumentou pelo sexto ano consecutivo.

Segundo a pesquisa, 32,1% das famílias entrevistadas ficam endividadas por mais de um ano, enquanto 24,7% acumulam dívidas por até três meses. Em junho de 2019,  21,1% delas afirmaram ter mais da metade de sua renda mensal comprometida para pagamentos de dívidas. “Grande parte das famílias que estão no vermelho  desconhecem a importância da educação financeira”, reforça o coordenador do PVCC.

Para saber mais sobre o Programa de Voluntariado da Classe Contábil, clique aqui.

O PVCC

O PVCC visa sensibilizar a classe contábil sobre a importância das ações de voluntariado para a construção de uma sociedade mais justa e solidária. A classe contábil disponibilizará seus conhecimentos em ações sociais de voluntariado organizado, registrando, mensurando e avaliando os resultados das atividades voluntárias empreendidas pelos profissionais da contabilidade.