Notícias

Presidente do CFC participa do VI Encontro Nacional dos Tribunais de Contas do Brasil

Por Rafaella Feliciano com informações de Ridismar Moraes (Assessoria Atricon) e TCE/SC (Comunicação)

Inovação, Integração, Prevenção e Eficiência, esse é o lema do VI Encontro Nacional dos Tribunais de Contas do Brasil (VI ENTC), que começou nesta quarta (28) e segue até sexta (30), em Florianópolis (SC). O presidente do Conselho Federal de Contabilidade, Zulmir Breda, prestigiou a abertura do evento e ratificou a importância da parceria entre a classe contábil, e os Tribunais de Contas,  em trabalhos de incentivo à transparência das contas públicas e, também, do controle social.

Crédito: Comunicação Atricon

“Temos um Termo de Cooperação Técnica com foco na elaboração das Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas à Auditoria Governamental, convergidas ao padrão internacional emitido pela Organização Internacional de Entidades Fiscalizadoras Superiores (INTOSAI, sigla em inglês). Buscamos o apoio de entidades, como a Atricon, para a construção de um País mais transparente e sustentável”, afirmou Zulmir Breda.

Além disso, este ano, o CFC também convidou a Atricon para integrar o projeto Abraçando o Controle Social que tem como propósito conscientizar os profissionais da Contabilidade, e gestores de controle interno das entidades públicas, sobre o papel fundamental desses atores para o funcionamento dos mecanismos de controle social.

Durante a abertura do evento, que contou com 800 participantes, o presidente do Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC), Luiz Eduardo Cherem , disse acreditar que o futuro dos Tribunais de Contas depende de inovação e de prevenção tempestiva, que maximizam a eficiência do controle. “O Tribunal de Contas é um órgão de fiscalização, e não podemos perder este foco. Devemos ser rigorosos com o mau uso do dinheiro público, principalmente com os desvios e desfalques, mas, sempre que possível, prevenir e orientar”. O TCE/SC é parceiro da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) na realização do VI Encontro,

Já o presidente da Atricon, conselheiro Fábio Nogueira, destacou a missão dos Tribunais de Contas para o atendimento daquilo que a cidadania demanda da gestão pública. De acordo com o conselheiro Nogueira, para alcançar a cidadania plena, o Sistema Tribunais de Contas precisa “contribuir para a redução dos índices de pobreza e de analfabetismo, que tanto infelicitam e envergonham; atuar pela dignidade das pessoas; contribuir com a preservação da grandeza do Brasil; preocupar-se com o desenvolvimento sustentável; reforçar as ações de combate à corrupção”.

Também participaram da mesa de abertura o governador de Santa Catarina,  Eduardo Pinho Moreira; o ministro substituto do Tribunal de Contas da União, Marcos Bemquerer Costa, Presidente da Audicon; o conselheiro Thiers Viana  Montebello, Presidente da Abracom; o Procurador  do MP de Contas junto ao TCU Júlio Marcelode Oliveira, Presidente da Ampcon;  A Senhora Sisi Blind, prefeita de São Cristóvão do Sul, que representou a Confederação Nacional dos Municípios (CNM); e o procurador-geral de justiça de Santa Catarina, Sandro José Neis.

De olho no 21º Congresso Brasileiro de Contabilidade (CBC)

Governador de SC e o Presidente do CFC

Na ocasião, o presidente do CFC reuniu-se com o governador de Santa Catarina para tratarem sobre a realização do 21º Congresso Brasileiro de Contabilidade (CBC), em 2020, em Balneário Camboriú. Santa Catarina vai sediar o maior evento nacional da classe contábil que, historicamente, mobiliza mais de oito mil participantes, com uma programação técnica sempre atrativa e com nomes reconhecidos no país e internacionalmente. Zulmir Breda agradeceu a oportunidade e disse que a classe contábil espera promover  um grandioso evento em terras catarinenses.