Notícias

2021: Iasb vai abrir consulta para definir agenda e sustentabilidade será prioridade

Por Ingrid Castilho
Comunicação do CFC

O InternationalAccounting Standards Board (Iasb) – organismo internacional que emite as International Financial Reporting Standards (IFRS) – irá abrir, no primeiro trimestre de 2021, uma consulta pública para definir a agenda de trabalho da organização para os próximos cinco anos. O anúncio foi feito pela vice-presidente do Iasb e,também, presidente do Comitê de Interpretações das normas IFRS, Sue Lloyd, durante a sua palestra sobre as perspectivas para a profissão contábil no cenário mundial, na 10ª Conferência Brasileira de Contabilidade e Auditoria Independente do Ibracon.

O evento, realizado nos dias 10 e 11 de dezembro, aconteceu pela primeira vez em formato híbrido: presencialmente, no Teatro da Unimed em São Paulo, mas com a participação virtual de convidados e do público devido à pandemia de Covid-19.

Segundo a vice-presidente, o Iasb está chegando ao início de sua terceira década de existência e, assim, novos objetivos estão sendo traçados. “É uma oportunidade para o que os contadores nos digam no que devemos focar. Os projetos de definição de normas são importantes e precisamos avaliar quanto tempo é necessário para o desenvolvimento deles, porque temos outras atividades, como o suporte à aplicação consistentes e trabalhar na nossa taxonomia. Peço para que se envolvam nesse processo de consulta”, disse.

Sue também destacou que já está na prioridade dos trabalhos o desenvolvimento de relatórios sobre sustentabilidade e mudança climática. Ela explica que, embora o último termo não seja mencionado, explicitamente, nas IFRS, o assunto deve ser considerado para a aplicação das normas.

A vice-presidente também destacou que recentemente foram publicados materiais importantes sobre o assunto no site do Iasb fazendo referências específicas às IFRS. Além disso, a organização possui um projeto em andamento de revisão sobre os desenvolvimentos das últimas décadas, que incluem os aspectos ambiental, social e de governança.

CFC e sustentabilidade

Durante o debate sobre as palestras da 10ª Conferência do Ibracon, o presidente do Conselho Federal de Contabilidade, Zulmir Breda, afirmou que acredita que a sustentabilidade será o tema mais importante da agenda do Iasb em 2021.

Segundo ele, o papel das corporações, relacionado às questões climáticas e ambientais, deve ser repensado em todo mundo, a fim de promover uma reflexão coletiva, que traçará as ações voltadas à sustentabilidade ambiental, social e até mesmo corporativa. O presidente também frisou ser necessário que a profissão contábil abrace de uma vez essa causa da sustentabilidade, com foco para regulamentação na área contábil.

“Será muito bem-vinda essa consulta que será feita pela Fundação. O CFC vai se pronunciar pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), que já está estudando o assunto, e devemos acompanhar a Federação Internacional de Contadores (Ifac), no sentido favorável à criação de um board internacional para tratar da regulação de normas de sustentabilidade. Creio que o projeto, , sobre o tema da sustentabilidade, vai efetivamente ganhar o palco das discussões no próximo ano”, declarou Breda.

Acessibilidade

A pandemia de coronavírus exigiu adaptação em vários aspectos, especialmente no modo de trabalhar de todas as profissões, inclusive a da classe contábil. Sue explicou que, desde março, os trabalhos no Iasb estão sendo feitos por videoconferências e a experiência com a tecnologia tem gerado benefícios, como, por exemplo, a ampliação de alcance aos stakeholdersda instituição.

Para 2021, o Iasb estuda como tornar mais acessíveis as normas da IFRS e informações relacionadas para empresas e auditores por meio da tecnologia.