Notícias

CFC celebra o Dia Nacional do Voluntariado

Mantido pelo CFC, o  programa de Voluntariado da Classe Contábil conta com mais de 8 mil profissionais em todo país 
Por Fabrício Lourenço
Comunicação CFC

A Organização das Nações Unidas (ONU) define voluntário “como o jovem ou adulto que, devido ao seu interesse pessoal e ao seu espírito cívico, dedica parte do seu tempo, sem remuneração alguma, a diversas formas de atividades, organizadas ou não, de bem-estar social, ou outros campos..”.

Neste dia 28 de agosto, Dia Nacional do Voluntariado, o CFC faz uma pequena homenagem aos profissionais que dedicam parte do tempo para orientar e conscientizar a sociedade com ações que têm um valor importante para o próximo.

Só no ano passado, o voluntariado foi praticado por 7,2 milhões de pessoas, segundo o suplemento Outras Formas de Trabalho, da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios Contínua, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com a pesquisa, o total de voluntários representou 4,3% da população com 14 anos ou mais. A incidência era maior entre mulheres, 5% delas faziam trabalho voluntário; 5% de pessoas com 50 anos ou mais; e 8% com superior completo.

A pesquisa aponta ainda, que o trabalho voluntário no país é realizado de forma consistente, ou seja, a duração medida das atividades, no ano passado, foi de 6,5 horas por semana e a maior parte dos voluntários, 48,4%, se dedicavam quatro ou mais vezes por semana.

No Conselho Federal de Contabilidade (CFC), a prática de ajudar o  próximo acontece há mais de uma década. “Estamos comprometidos com ações voltadas a um Brasil mais justo e honesto”, disse o vice-presidente de Política Institucional do CFC, Joaquim Bezerra durante o 3º Congresso Pacto Social, em Curitiba (PR).


Vice-presidente de Política Institucional, Joaquim Bezerra 

O Congresso, que se encerra hoje, tem o objetivo de promover, por ações integradas e coordenadas de todos os segmentos da sociedade, a construção de uma agenda positiva nacional que direcione ações para erradicação da corrupção no país.

Mantido pelo CFC, o Programa de Voluntariado da Classe Contábil (PVCC) tem colhido bons resultados. “Em todos esses anos, nós só evoluímos e a nossa intenção é a de fazer muito mais pelo país”, é o que afirma o contador Pedro Gabril, um dos idealizadores do PVCC.

O contador Pedro Gabril, um dos idealizadores do PVCC

Atualmente, o programa possui mais de 8 mil profissionais voluntários em todo País que atuam nos quatro subprogramas do PVCC: Rede Nacional de Cidadania Fiscal – Observatórios Sociais;  Educação Financeira; Doação ao Funcriança e Fundo do Idoso; e as ações locais de Voluntariado.

“A Contabilidade é essencial para esse desenvolvimento sustentável e estamos prontos para contribuir com ações de voluntariado com os nossos subprogramas e com várias representações da sociedade para que possamos, juntos, traçarmos um caminho para a melhoria da eficiência da gestão pública e o combate à corrupção”, afirma o coordenador nacional do PVCC, Elias Dib Caddah Neto.


Coordenador nacional do PVCC, Elias Dib Caddah Neto

O CFC mantém parcerias com organizações voluntárias como o Movimento de Combate à Corrupção (MCEE) e realiza, por meio dos Conselhos Regionais com o apoio dos coordenadores estaduais do PVCC, ações que reforçam a importância do voluntariado, além das parcerias com a Academia Brasileira de Ciências Contábeis (Abracicon), Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC), Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci), Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), e a Controladoria-Geral da União (CGU), e Observatório Social do Brasil com o projeto Abraçando o Controle Social. “Vamos abraçar todas essas iniciativas que acreditam em um futuro melhor, e o controle social é uma forma de aprimorar esse processo”, explica Caddah.

O projeto busca conscientizar os profissionais da contabilidade, membros das instituições de controle da gestão pública e os cidadãos sobre o papel fundamental de cada um no exercício do controle social para o combate à corrupção e ao desperdício do dinheiro público, garantindo, assim, o bom e correto funcionamento da máquina pública.

Ações que deram certo

No início do ano, a Revista Brasileira de Contabilidade (RBC) trouxe uma reportagem intitulada “Voluntariado contábil abre portas para o controle de gastos”. A matéria abordou sobre projetos com foco em educação financeira, apresentando o projeto Dr. Finanças, na Escola de Educação Previdenciária, no Rio de Janeiro, que conta com o apoio do Conselho Federal.

O membro do PVCC, Luiz Antônio Ochsendorf Leal, entusiasta no assunto, revelou que  “a educação financeira é apenas um dos apoios de um tripé que precisa seguir alguns caminhos importantes, como, por exemplo, atitudes para se atingir um comportamento financeiro adequado ao longo da vida”.

Nos últimos anos, o Programa busca padronizar e evidenciar essas ações em todo o país. Com a Educação Financeira, o PVCC vem auxiliando essas ações por meio de palestras, atendimentos, entrevistas, aulas, etc. Para ler a reportagem completa na RBC, clique aqui. 

Assista aos depoimentos do contador Pedro Gabril e do vice-presidente de Política Institucional, Joaquim Bezerra, sobre o Programa de Voluntariado da Classe Contábil.