Notícias

CFC realiza encontro virtual de vice-presidentes técnicos2 minutos de leitura

Por Lorena Molter

Comunicação CFC/Apex

O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) realizou o primeiro encontro virtual de vice-presidentes técnicos do sistema CFC/CRCs. O evento reuniu 30 participantes de todas as regiões do país. O encontro aconteceu no dia 28 de maio e foi coordenado pelo vice-presidente Técnico do CFC, contador Idésio Coelho com o apoio de todos os conselheiros da Câmara Técnica.

“O objetivo dessa reunião é que a gente tenha uma plataforma de debate, de informação, para que a gente aumente a consciência das pessoas sobre a importância do conhecimento técnico e do aperfeiçoamento profissional”, explicou o vice-presidente Idésio Coelho.

Entre os principais assuntos abordados estavam o objetivo e o funcionamento da Vice-Presidência, Câmara e Coordenadoria Técnica do Conselho. Idésio Coelho também destacou a importância da democratização do acesso às normas técnicas convergidas aos padrões internacionais. “Eu gostaria muito que vocês pudessem incentivar o debate técnico, o acompanhamento das consultas públicas que são colocadas para comentários do público em geral e o incentivo ao debate para que os profissionais de contabilidade, em todos os estados, possam ser munidos de informações e para que nós possamos, de alguma forma, democratizar o conhecimento no sistema CFC/CRC”, afirmou.

Outro assunto trabalhado no encontro foi as Normas Brasileiras de Contabilidade (NBC). Na ocasião, foi apresentada a importância das NBC para o sistema CFC/CRCs, a normalização e o processo de elaboração de normas técnicas brasileiras e as normas brasileiras em audiência pública.

O vice-presidente Técnico também tratou da contabilidade no contexto internacional. O contador apresentou e explicou o funcionamento da International Federation of Accountants (IFAC) e da International Accounting Standards Board (IASB), principais entidades internacionais da área.

Idésio Coelho ressaltou o esforço do CFC para garantir o processo de convergência das normas aos padrões internacionais e informou que hoje 130 países trabalham no processo de convergência, tanto com as suas normas de auditoria, como as de contabilidade.

CLOSE
CLOSE