Notícias

CFC realiza manutenção da certificação ISO2 minutos de leitura

Na última quarta-feira (14), o Conselho Federal de Contabilidade realizou uma reunião de encerramento de Auditoria para manutenção da última certificação da ISO 9001, obtida em junho deste ano. Em um ambiente regido pela modernidade e pela globalização, prezar pela qualidade se tornou uma questão indispensável.

Assim, buscando o aprimoramento constante e a excelência na gestão da qualidade, o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) vem adotando a norma ISO 9001 há 11 anos. Desde então, os procedimentos foram se modernizando e se adaptando aos requisitos exigidos, buscando a harmonização com a regulamentação internacional.

Segundo a diretora executiva do CFC, Elys Tevania Carvalho, “o resultado é um trabalho em equipe”. “Receber do auditor elogios quanto ao comprometimento das equipes com o Sistema da Qualidade foi a maior vitória deste ciclo”, ressaltou ela.

O CFC foi o primeiro dos conselhos federais de fiscalização do exercício profissional a certificar o seu Sistema de Gestão da Qualidade, conforme requisitos estabelecidos na ABNT NBR ISO 9001.

Para saber mais

A ISO 9001, norma voltada para a satisfação do cliente, tem um impacto direto na sociedade. No caso do CFC, esse impacto se dá por meio de seus clientes internos (funcionários, Conselhos Regionais, profissionais da contabilidade, escritórios de contabilidade, etc.) e  externos (sociedade em geral).

A Política de Qualidade do CFC estabelece os padrões de normatização, orientação e controle das ações relacionadas ao registro e à fiscalização do exercício da profissão contábil, bem como à regulamentação da Educação Continuada, visando à melhoria contínua e à eficácia do sistema contábil brasileiro.

Dentre os objetivos, destacam-se: i) a melhoria contínua e a otimização dos processos internos, promovendo a excelência nos serviços e a satisfação dos clientes internos e externos;  ii) o aprimoramento dos canais de comunicação, estimulando a gestão e a disseminação da informação e do conhecimento; iii) o apoio, a assessoria e o acompanhamento dos Conselhos Regionais no cumprimento das suas atividades institucionais e; iv) promoção, com eficiência, das ações direcionadas ao registro, à fiscalização, à normatização e ao desenvolvimento da profissão contábil.