Notícias

Empresas têm até o dia 30 de novembro para preencher questionários de pesquisas econômicas estruturais2 minutos de leitura

Por Amanda Oliveira

Comunicação CFC

Está chegando ao fim o período de coleta das pesquisas econômicas estruturais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Empresas registradas no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda e que fazem parte do Cadastro Central de Empresas (Cempre) devem responder aos formulários até o dia 30 de novembro. Os dados servem para subsidiar o planejamento governamental e embasar o cálculo do Produto Interno Bruto (PIB), além de demonstrar aos empresários o desempenho em sua área de atuação e atualizar as tendências de mercado.

Até o momento, cerca de 84% das empresas selecionadas enviaram os questionários. Desse total, 14 mil ainda não responderam às pesquisas. Em reunião, nesta terça-feira (10), o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e o IBGE discutiram estratégias para mobilizar as empresas de contabilidade. Na ocasião, a vice-presidente de Registro do CFC, Lucélia Lecheta, ressaltou a importância desse profissional na prestação de informações. “O questionário é essencial para o desenvolvimento de políticas públicas. Nós, como contadores, temos um papel muito importante nesse processo. Se não respondermos às pesquisas, não temos os dados econômicos do país”, afirmou.

Na prática, o Programa Anual das Pesquisas Estruturais por Empresa é dividido em cinco atividades: Pesquisa Anual de Comércio (PAC), Pesquisa Anual de Serviços (PAS), Pesquisa Industrial Anual – Empresa (PIA-Empresa), Pesquisa Industrial Anual – Produto (PIA-Produto) e Pesquisa Anual da Indústria da Construção (PAIC). Segundo a legislação, o fornecimento das informações, que são confidenciais é obrigatório e utilizado apenas para fins estatísticos. “Nas regiões que estão com baixa adesão, como é o caso da região Norte, iremos acionar os Conselhos Regionais de Contabilidade (CRCs) para que eles repassem aos profissionais”, acrescentou Lecheta.

Atualizações no sistema

Em agosto deste ano, os representantes do CFC e do IBGE reuniram-se para discutir melhorias no sistema de pesquisas econômicas. Na ocasião, foram apresentadas algumas sugestões do setor contábil, como o desbloqueio de campos para colagem e a importação de dados do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED). Nesta terça-feira, o IBGE informou que as equipes técnica e de informática já estão trabalhando para atender às solicitações dos contadores. A previsão é de que a modernização do sistema e um manual de importação já estejam disponíveis em 2021.

Para acessar a lista de empresas selecionadas e fazer o download do questionário, clique aqui.