Notícias

Ouvidoria do CFC registra mais de 10,9 mil atendimentos em quatro anos

Por Ingrid Castilho
Comunicação do CFC

Tirar dúvidas, receber elogios, reclamações, sugestões e também denúncias sobre situações indevidas. Essas são as principais funções da Ouvidoria do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), que, de 2016 a 2019, registrou via sistema 10.941 atendimentos a brasileiros de todo o país. Em homenagem ao Dia do Ouvidor, comemorado no dia 16 de março (segunda), falaremos um pouco mais sobre essa ferramenta do Sistema CFC/CRCs e como ela contribui para dar transparência à sociedade.

A supervisora da Ouvidoria, Fabrícia de Andrade, explica que os canais de participação e de controle social do CFC foram implantados em 2014 com o lançamento do Portal da Transparência e Acesso à Informação de todos os Conselhos de Contabilidade e do Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão (e-SIC), por meio de parceria com a Controladoria-Geral da União. De acordo com Fabrícia Andrade, no mesmo ano “a Ouvidoria surge com o propósito de fazer com que a entidade tenha um canal de comunicação rápido e eficiente com a sociedade, capaz de incentivar a boa administração pública e ao mesmo tempo em que garante o respeito aos direitos dos cidadãos”.

Para facilitar o acesso ao serviço, as demandas são recebidas pelo próprio site do CFC na página da Ouvidoria. Por lei, o tempo para resposta é de até 30 dias, mas relatórios da entidade mostram que os usuários do CFC são atendidos em um período médio de sete dias. “Após recebermos o pedido, nós analisamos as informações, encaminhamos as consultas aos setores competentes, e depois damos um retorno ao cidadão. Existem demandas que, em função de sua recorrência, a Ouvidoria já dispõe de respostas. Nesse caso, não há impeditivo para que ela seja enviada diretamente ao usuário”, ressalta a supervisora.

Em sua maioria, os usuários da Ouvidoria do CFC são profissionais da contabilidade e estudantes, que enviam, em ordem de maior contingente, pedidos de informações, seguidos de solicitações e depois reclamações. Os principais assuntos são o Exame de Suficiência e a fiscalização do exercício da profissão. Dessa forma, as áreas mais demandadas da entidade também são a Coordenadoria de Registro e a Coordenadoria de Fiscalização, Ética e Disciplina.

Para melhorar o atendimento à população, Fabrícia também conta que“desde a instituição do canal de Ouvidoria, o CFC vem amadurecendo as boas práticas no acolhimento e na escuta da voz do cidadão”. Em julho de 2019, por exemplo, a instituição modificou o Sistema de Ouvidoria para integrar os Conselhos Regionais de Contabilidade (CRCs). A medida tinha por objetivos atender às exigências da Lei n.º 13.460/2017 e Resolução CFC n.º 1.544/2018 e proporcionar aos Conselhos Regionais o atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e segura, elevando a qualidade de atendimento e melhorando os processos e serviços da entidade.

PARCERIAS
Em dezembro de 2019, o CFC aderiu voluntariamente à Rede Nacional de Ouvidorias, uma iniciativa da Ouvidoria-Geral da União, que funciona como um fórum de integração das unidades de ouvidoria dos Poderes da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

Assim, passou também a integrar o Programa de Fortalecimento das Ouvidorias (Profort), que tem o objetivo de apoiar os membros da Rede na execução das atividades de ouvidoria, por meio do incentivo à integração das atividades; ao aperfeiçoamento da gestão dos processos; ao uso de novas tecnologias e soluções inovadoras para aperfeiçoar o tratamento das manifestações; ao intercâmbio de informações e de experiências entre os parceiros; e à capacitação de agentes públicos nas atividades de ouvidoria.

CLOSE
CLOSE