GeralNotícias

Painel de Inovação e empreendedorismo encerra o evento Conexão Contábil, edição Sul3 minutos de leitura

Por 01/09/2022setembro 5th, 2022Sem comentários

Por Luciana Melo Costa
Comunicação CFC

As discussões do Conexão Contábil, edição Sul, foram encerradas na tarde desta quarta-feira (31) com o painel “Inovação e Empreendedorismo com foco em resultado”. Na ocasião, o tema foi apresentado por Valdir Novaki, o conhecido Pipoqueiro Valdir, cuja gestão da atividade de vender pipoca se tornou um case de sucesso por todo o país.

Valdir Novak, que já foi boia-fria e lavador de carros, atualmente dá palestra para executivos e profissionais de empresas como a Microsoft, Santander, Odebrecht, Toyota, Boticário, entre muitas outras, mas continua a atender seus fregueses na Praça Tiradentes, no Centro de Curitiba (PR). E o que levou um pipoqueiro a se destacar de forma tão excepcional na gestão de atividade tão simples? O público identifica a resposta já nos primeiros minutos de palestra: visão, foco e uma brilhante capacidade de se comunicar com seu público.

O pipoqueiro contou que antes de iniciar a venda de pipocas realizou uma pesquisa de mercado para conhecer o nicho e identificar os diferenciais que poderia ofertar ao público para se destacar entre os mais de 50 ambulantes que exercem essa mesma atividade na Praça Tiradentes. Como resultado, Valdir passou a priorizar a qualidade dos produtos (grão de milho que não solta casca, por exemplo) asseio (dos instrumentos, carrinho de pipoca e uniformes) e atendimento diferenciado.

Sobre esse último tópico, o pipoque desenvolveu também estratégias de atendimento ao público, que proporcionam uma experiência inédita na compra do produto. Valdir oferece aos seus fregueses, como ele gosta de chamar, higienização das mãos, oferta de um kit higiene composto por guardanapo, fio dental e bala de hortelã, degustação dos produtos, wi-fi gratuito, TV, e, principalmente, um sorriso estampado no rosto, olho no olho e um bom papo.

A receita é certa. Valdir já possui uma “carteira de clientes” fidelizados. “O cliente para mim só é interessante até a segunda vez. Se não for para torná-lo freguês, não me interessa, pois quero que todos os dias ele compre pipoca comigo”, afirma.

Além dessas e de muitas outras estratégias, o pipoqueiro investe muito em inovação. Em seu carrinho ele possui placa de energia solar, que permite a Valdir não ter que empurrar a estação de trabalho nos deslocamentos, gerar energia para os demais equipamentos e contribuir com o meio ambiente, como destaca o pipoqueiro. Além disso, carrinho possui também lâmpadas LED, em substituição ao antigo lampião de tempos atrás.

Valdir também oferece aos fregueses variadas formas de pagamento (crédito, débito e PIX) e já estuda inserir na forma de pagamento em criptoativos, como Bitcoins. O pipoqueiro não descuida do social. Ele também realiza ações voluntárias, como participação gratuita em eventos realizados em asilos, escolas, creches, entre outros.

A visão de Valdir surpreendeu a todos os presentes. O pipoqueiro ressaltou ainda que o segredo de empreender está no foco. Valdir deixou ainda aos presentes um grande ensinamento que pode ser aplicado a todos os formatos de negócios:  “o trabalho pode até ser simples, mas tem que ser completo”, destaca Valdir.

O painel foi moderado pelo vice-presidente de Desenvolvimento Profissional do Conselho Nacional de Contabilidade, José Donizete Valentina, e contou também com a participação do presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Paraná (CRCPR), Laudelino Jochem.