Notícias

Presidente do CFC ressalta evolução das Juntas Comerciais em evento que debate a transformação digital dessas autarquias3 minutos de leitura

Por Luciana Melo Costa
Comunicação CFC

O presidente do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), Zulmir Breda, participou da abertura do III Congresso Nacional das Juntas Comerciais e o I Congresso Internacional de Registro Empresarial (CIREM), nessa quarta-feira (dia 1º), na capital Porto Alegre (RS). O evento, cujo tema é “A TRANSFORMAÇÃO DIGITAL TRANSPONDO FRONTEIRAS”, foi idealizado pela Federação Nacional das Juntas Comerciais (FENAJU) e tem como objetivo promover discursões envolvendo temas voltados para o registro mercantil e o fomento da economia.

Em sua fala, o presidente Zulmir destacou a estreita relação mantida entre a classe contábil e as Juntas Comerciais. Para Zulmir essa conexão se deve ao fato de os profissionais da contabilidade serem os principais usuários dos serviços prestados por essas autarquias.  “Os profissionais da contabilidade são aqueles que geram a maioria dos documentos que são levados à registro nas Juntas Comerciais em todo o Brasil”, afirmou.

O presidente do CFC também ressaltou a notória evolução tecnológica das Juntas Comerciais em todo o Brasil e as contribuições desse processo para as atividades realizadas pelos profissionais da contabilidade. “Eu posso aqui testemunhar esse processo de modernização que aconteceu com as Juntas Comerciais, nos últimos 20 anos, o que fez reduzir drasticamente o tempo de registro de novas empresas. Esse processo de digitalização completa, de automação dos processos de registro, talvez tenha sido respaldado pela contribuição da categoria contábil, da parceria com o CFC. Essa modernização tem facilitado sobremaneira o trabalho dos profissionais da contabilidade”, disse.

De acordo com Zulmir essa modernização tem contribuído para o desenvolvimento do País, uma vez que a agilização dos processos efetuados pelas Juntas Comerciais impacta o empreendedorismo nacional. “Eu acho que o avanço tecnológico experimentado pelas Juntas Comerciais é muito importante para o desenvolvimento do País, pois isso estimula o empreendedorismo e faz com que essas autarquias deixem de ser um órgão meramente de registro mercantil para se tornarem efetivamente órgãos fomentadores do desenvolvimento, fomentadores do empreendedorismo”, ponderou.

Por fim, Zukmir Breda destacou a atuação feminina na administração das Juntas Comerciais como um dos fatos propulsores do avanço tecnológico dessas autarquias. “São nove mulheres presidindo Juntas Comerciais. Temos que reconhecer que elas fazem isso bem melhor que a gente. Não é demérito nenhum para a nossa função, mas, de fato, essa modernização tem muito da mão feminina em todo esse processo. A verdade é que todos nós ganhamos com isso”, argumentou.

Ao final das falas das autoridades convidadas, a presidente Federação Nacional das Juntas Comerciais (FENAJU) e presidente da Junta Comercia do Estado do Piauí (Jucepi), Alzenir Porto, fez a abertura oficial das atividades do evento. Mas antes, ela dirigiu agradecimentos às autoridades, especialista, técnicos e profissionais que compõe o sistema das Juntas Comerciais e fez uma menção especial aos profissionais da contabilidade. “Somos imensamente agradecidos a esses profissionais porque eles facilitam nossa vida. Um contador representa inúmeros empresários. As portas devem estar sempre abertas a esses profissionais. O contador é o que há de mais importante para que um negócio dê certo. Tem todo o meu respeito”, declarou.

ALÉM DAS AUTORIDADES JÁ CITADAS, TAMBÉM PRESTIGIARAM A ABERTURA DO EVENTO O GOVERNADOR DO ESTADO DO RS, EDUARDO LEITE, O GOVERNADOR DO PIAUÍ, WELLINGTON DIAS, O PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO NACIONAL DAS JUNTAS COMERCIAIS, ALMEIRIM PORTO, A VICE-PRESIDENTE DA FENAJU E PRESIDENTE DA JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO PARÁ (JUCEP), A PRESIDENTE DA JUNTA COMERCIAL, INDUSTRIAL E SERVIÇOS DO RIO GRANDE DO SUL (JUCISRS), LAUREN MOMBACH, E A PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL (CRCRS), ANA TÉRCIA, ALÉM DE AUTORIDADES MUNICIPAIS E REPRESENTANTES DE ENTIDADES DO SETOR MERCANTIL.