Geral

Reverência à memória do contador Arthur Santos1 minuto de leitura

A contabilidade brasileira perdeu, no dia 22 de agosto, um dos seus mais diligentes e comprometidos colaboradores: o contador e auditor Arthur Santos.

O Comitê de Pronunciamentos Contábeis, como organização responsável, desde 2005, pelo processo de convergência das normas contábeis ao padrão internacional (IFRS), reconhece o valioso trabalho prestado por Arthur Santos, durante décadas, ao aprimoramento dos normativos que regulam e orientam a atividade contábil nacional.

O CPC manifesta enorme gratidão a Arthur Santos pela sua participação no Grupo de Trabalho (GT) Iasb, por meio do qual realizou minuciosa tarefa de leitura, análise e conferência da tradução de vários documentos emitidos pelo CPC.

Além disso, como membro da Abrasca, o saudoso contador participou de inúmeras audiências públicas disponibilizadas pelo CPC, elaborando os posicionamentos da associação das companhias abertas às minutas de pronunciamentos. Arthur Santos presidiu a Comissão de Auditoria e Normas Contábeis (CANC) da Abrasca por 16 anos.

Mas o seu legado de contribuições técnicas vai além do CPC, da Abrasca e das empresas nas quais trabalhou. Arthur Santos participou da Comissão Consultiva sobre Normas Contábeis, criada pela CVM, em 1994, e teve influência na elaboração do anteprojeto que resultou na Lei nº 11.638/2007. Essa Comissão foi o embrião do que, mais tarde, veio a ser o Comitê de Pronunciamentos Contábeis.

Esses são apenas alguns pontos da trajetória de Arthur Santos que nos fazem hoje, saudosos de sua companhia, registrar o nosso muito obrigado pela sua contribuição à contabilidade brasileira.

Comitê de Pronunciamentos Contábeis

.

A reprodução deste material é permitida desde que a fonte seja citada.