O senador João Lyra, Patrono da Classe Contábil, foi lembrado pela sua importância no cenário contábil brasileiro

Por Fabrício Lourenço
Comunicação CFC

Mesa de honra da Sessão Solene que comemorou o Dia do Profissional da Contabilidade

Representantes do Sistema CFC/CRCs, profissionais da contabilidade, líderes de entidades contábeis do país, estudantes e professores de Ciências Contábeis participaram, na manhã dessa segunda-feira (6), no Plenário do Senado Federal, em Brasília (DF),  da sessão solene, proposta pelo senador Izalci Lucas, alusiva ao Dia do Profissional da Contabilidade, comemorado no dia 25 de abril.

Um vídeo em homenagem ao dia do profissional e a apresentação de uma artista local, que contou a evolução da Contabilidade ao longo dos séculos, deram o tom à solenidade, que ressaltou, ainda, a importância da Contabilidade para o desenvolvimento social e econômico do país.

O senador João Lyra, conhecido como Patrono da Classe Contábil e como uma das figuras mais emblemáticas da Contabilidade brasileira,  foi lembrado em quase todos os discursos. “O Dia do Profissional da Contabilidade do Brasil surgiu em 1926, em decorrência da luta do então senador João Lyra, nosso patrono, que durou mais de 20 anos até a regulamentação da nossa profissão, em 1946”, lembrou Izalci.

Senador Izalci Lucas

Para o presidente do CFC, Zulmir Ivânio Breda, “João Lyra foi um exemplo de fé, coragem e pertinácia, amor à Contabilidade e dela se serviu como gládio em inúmeras batalhas econômicas e financeiras que se envolveu, honrando e dignificando a classe que pertencia”.

O presidente Zulmir destacou, ainda,  que o  senador Izalci “é e será, nesta Casa, o parlamentar que bem representará a Contabilidade brasileira, como sempre fez em sua trajetória de homem público e profissional da contabilidade.  Segundo o presidente do CFC, “nas últimas décadas, a  profissão contábil conquistou ainda mais respeito e credibilidade. Mostramos para a sociedade o que somos, o que fazemos e o que podemos fazer para contribuir com a ordem e progresso da nossa nação.”

Zulmir Breda, presidente do CFC

O contador Adriano Marrocos, presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Distrito Federal (CRCDF), também ressaltou a importância do senador João Lyra para a Contabilidade brasileira. “Foi nesta Casa, aqui no Senado Federal, que nossos primeiros pleitos foram atendidos. Aqui no Senado, o senador João Lyra conseguiu a reformulação do ensino da Contabilidade e iniciou a discussão que levou ao estabelecimento das novas condições para o registro de contadores e guarda-livros”.

Adriano Marrocos, presidente do CRCDF

A urgência de uma reforma tributária foi citada pelo senador Chico Rodrigues. Segundo ele, “existe no Brasil um verdadeiro mar de tributos que sufocam a atividade econômica, única geradora de renda e emprego sustentável e que penaliza, principalmente, as micros e pequenas empresas. É urgente e de extrema importância, para destravar a nossa economia, uma ampla discussão sobre a reforma tributária e, para isso, temos  que ouvir a classe contábil, pois ela está no dia a dia no cumprimento da legislação”.

Outro parlamentar que prestou homenagem foi o senador Telmário Mota, que é contador e economista. “Conheço bem a importância e os desafios da nossa profissão”. Para o senador, a profissão contábil é discreta e exige trabalho persistente. “É uma profissão da maior importância para a saúde das nossas empresas”, disse.

Contabilidade pública

Presente também à solenidade, a subsecretária do Tesouro Nacional do Ministério da Fazenda, Gildenora Milhomem, falou dos avanços da contabilidade pública no  Brasil. Segundo ela, “a contabilidade pública passa por grandes desafios e temos que encontrar todas as oportunidades.  Porém, quero afirmar que a contabilidade pública passa pelo seu melhor momento no Brasil – o momento do reconhecimento, da valorização e da transparência e independência do profissional da contabilidade”.

Gildenora Milhomem, subsecretária do Tesouro Nacional do Ministério da Fazenda

Em sua fala, a subsecretária destacou ainda o bom andamento do processo de convergência das normas brasileiras aos padrões internacionais (Ipsas), desde 2008, e a salutar parceria com o CFC.

Além dos profissionais já citados, compuseram a mesa de honra o presidente do Ibracon, Francisco Antonio Sant`Anna; o presidente da Anaconta, Francisco da Chaga Lima; o diretor da Academia Brasileira de Ciências Contábeis, José Antonio de França. A  vice-presidente de Fiscalização , Ética e Disciplina do, Sandra Maria Batista, também participou da solenidade.

Para assistir a solenidade na íntegra, clique aqui.