Notícias

Sustentabilidade e medidas de transparência em pauta na economia global2 minutos de leitura

Por Amanda Oliveira, com informações da Ifac

Comunicação CFC

“Em termos de políticas para agora, [o que é] muito incomum para o FMI, a partir já de março eu sairia e diria: ‘por favor, gaste’. Gaste o máximo que puder e depois gaste um pouco mais”. Essa foi a recomendação dada pela diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, durante o fórum econômico anual na Rússia, no dia 15 de janeiro.

O mundo vive uma corrida para salvar vidas. Governos se mobilizam para disponibilizar o maior número de recursos para enfrentamento à pandemia de Covid-19. Observando esse cenário, a Association of Chartered Certified Accountants (ACCA) divulgou um relatório sobre novos modelos de compras públicas e como eles podem ajudar o Estado a enfrentar os impactos econômicos e de saúde do novo coronavírus.

As orientações presentes no New Models of Public Procurement: A Tool for Sustainable Recovery foram baseadas em uma pesquisa com mais de mil membros e afiliados da ACCA do setor público e privado em aproximadamente 90 países sobre os principais desafios que afetam as compras públicas. O relatório dividido em quatro categorias (eliminando o suborno e a corrupção; melhorando a relação comprador-fornecedor e promovendo a concorrência; modernizando e redirecionando as procurações para superar os desafios de um mundo pós Covid-19; procuração pública como ferramenta de recuperação da Covid-19) pode ser lido clicando aqui.

Com a formulação de novas políticas públicas capazes de atender às demandas deste cenário, a gestão pública precisa basear suas medidas em informações financeiras confiáveis. Essa é a ideia defendida no artigo “Emerging Role of Government Balance Sheets for Sustainable Public Finances in the Post- COVID-19 World”, escrito por Srinivas Gurazada, Dmitri Gourfinkel e Juan Carlos Serrano. De acordo com o texto, a colaboração entre governos, organizações contábeis e parceiros de desenvolvimento pode fortalecer o papel do balanço patrimonial e aumentar a qualidade das informações financeiras fornecidas à sociedade. Leia aqui o artigo na íntegra.

Nesta semana, a Federação Internacional de Contadores (Ifac, em inglês) e o Instituto de Contadores Públicos da Inglaterra e do País de Gales (ICAEW, na sigla em inglês) divulgaram a quarta parte da série Anti-Money Laundering: The Basics. A nova publicação examina as transferências de ativos. A série foi criada com o intuito de ajudar os contadores a melhorarem sua compreensão sobre como funciona a lavagem de dinheiro, os riscos que enfrentam e o que podem fazer para mitigar esses riscos. Para fazer o download do arquivo gratuitamente, clique aqui.